O bairro de Elephant and Castle

elephant and castle

Em Londres, quase todos os caminhos passam por essa área que tem o mérito de ser um dos principais pontos de interligação entre o Norte e o Sul da cidade.

Elephant & Castle tem história e personalidade. Conta a lenda que a região nasceu a partir de uma decepção amorosa protagonizada por Charles I, em 1625. Dois anos antes de assumir o trono da Grã -Bretanha e da Irlanda, o príncipe apaixonou-se por Enfanta de Castilla. Mas o desejo de se unir à princesa foi frustrado, pois Charles não aceitou se converter ao catolicismo romano – condição imposta pelo governo hispânico. O drama vivido pelo jovem, no entanto, foi perpetuado pela abertura do pub, batizado Enfanta de Castilla. Nome que sofreu curruptelas antes de chegar ao hoje conhecido Elephant & Castle. A área foi reduto de arqueiros e viajantes das regiões circunvizinhas durante mais de 300 anos, até ser destruída por uma bomba alemã na Segunda Guerra Mundial.

Depois de 1945, o local foi reconstruído e se tornou uma das principais artérias no tráfego e comunicação entre linhas de ônibus, metrô e trem de Londres. Sem contar sua privilegiada posição próxima ao Rio Tâmisa. Elephant & Castle integra a Zona 1 e é uma importante ramificação para a rede de ônibus do Centro-Sul londrino. Em Elephant passam duas linhas de metrô, a Bakerloo e Northern, assim como as linhas de trens dos ramais Thameslink e South Eastern.

Vista no passado como a Piccadilly Circus do Sul de Londres, a região se transformou num centro de vida estudantil a partir da instalação dos campi da London South Bank University e da London College of Printing . Em conseqüência, vieram a livraria Blackwell’s , na London Road, e o sebo Tlön Books , no shopping center.

O mais chamativo edifício religioso da região é o Metropolitan Tabernacle , com a sua fachada grandiosa. Mais retirada está a Catedral de St. Mattew’s-at-the-Elephant.

Serviços

Em geral, os preços são inferiores aos aplicados na fervilhante porção central da cidade e nos bairros mais elegantes posicionados ao norte do Tâmisa. Uma cópia de xerox pode ser feita ali por £0,05, menos da metade do cobrado em outras regiões de Londres. Há também inúmeras opções de supermercados, drogarias, lavanderias, alfaiataria, e lojas que fazem fotos para documentos, revelações de filmes e pequenas reformas em roupas. Sem contar facilidades como Royal Mail e Internet Café. Vale conferir a improvisada feira montada ao redor do shopping. No reduto latino, vende-se de tudo um pouco, desde camisetas a £1, a adaptadores de tomada que, na barganha, saem por £1,50. Há também frutas, verduras, edredons, lençóis, luvas e gorros.

Comer e beber

Quem optar por Elephant & Castle para se reunir com os amigos terá boas supresas. A cerveja nos bares vizinhos à estação de metrô sai por £1,50 – valor bastante inferior ao cobrado nas regiões mais badaladas, como Piccadilly ou Camden Town. Sem falar que alguns estabecimentos ali têm fama e história, como o pub que leva o nome da área.

Merecem ser visitados os vizinhos JD Wetherspoon e o Nando’s , (119 Newington Causeway, London SE1 6BA). O JD Wetherspoon agrada pela decoração moderna e ambiente descontraído. Além dos tradicionais wraps, massas, paninis e jacket potatoes, são encontrados ali drinques sem álcool, pratos lights e combinações especialmente formuladas para o público vegetariano. O Nando’s é especializado em carne de frango.

Para quem curte novos temperos e sabores, há ainda o colombiano La Bodeguita ( London SE1 6TE – Tel : 0870 011 3810) – ambiente tipicamente latino. Integram o cardápio muito chilli, guacamole, empanadas e chorizo. E, para quem não resiste aos grelhados, o famoso churrasco argentino.

Lazer

Elephant & Castle fica muito próximo dos principais pontos de agito da cidade. De ônibus o percurso até Trafalgar Square não demora mais que 15 minutos. Quem decide ficar por ali pode dar um pulinho no Superbowl – boliche que fica bem pertinho da estação de metrô, na parte superior do Shopping Center Elephant & Castle, ou gastar umas libras no Coronation Bingo.

Festas latinas, etíopes, som hindu e muitas opções alternativas são conferidas na Coronet, histórico espaço que recebeu investimentos de milhares de pounds para se transformar numa casa de shows, espetáculos e cinema. O edifício estilo Art-Deco tem capacidade para 2,2 mil pessoas, começou sua vida como um teatro no século XIX, e se transformou em cinema em 1910.

Cultura

O Museu Imperial da Guerra ( Lambeth Road, London, SE1 6HZ – Tel: 020 7416 5320) foi fundado em 1917 e ocupa o prédio do antigo Hospital Psiquiátrico Bethlehem. A visita é um fascinante insight da guerra do século XX. O museu reúne mais de seis milhões de fotografias, veículos blindados, armas, posteres, insígnias e equipamentos dos mais recentes conflitos em que a Grã-Bretanha tomou parte. O espaço é muito menos uma celebração da guerra e muito mais um tributo aos indivíduos que nela estiveram envolvidos. A entrada é franca.

Fonte: Oilondres

 

Add a comment

*
*
*